Tatiana Motta

Tatiana Motta

Idade 41 anos

Profissão Advogada, MBA em Empreendedorismo Social e Gestão

Cidade onde mora Jacareí/SP

Interesses Articulação intersetorial, mobilização social, restauração florestal, viagens e culturas diferentes

Tatiana Motta conheceu o Corredor Ecológico em 2007, quando então trabalhava no Instituto Votorantim, em São Paulo. O projeto, que estava iniciando naquele ano, chamou sua atenção, por apresentar a proposta de restauração florestal no Vale do Paraíba, região onde nasceu. Assim, depois de exatos 7 anos, ela voltou para a região com sua família, deixou a carreira na área de sustentabilidade e foi trabalhar em outro ramo, até ser convidada a conhecer o projeto de perto!

Como você começou a participar do projeto Corredor Ecológico?

Fui convidada pela Diretora Executiva a participar da primeira reunião Ordinária da organização, do ano de 2014, para entender o projeto e conhecer as pessoas que eram envolvidas direta e indiretamente com a causa. Reencontrei alguns amigos da área e me senti pronta para retornar ao setor. Depois desse dia, fui me envolvendo com as atividades da organização, até receber o convite para fazer parte da equipe.

O que te atrai no projeto?

O desafio, sem sombra de dúvidas! Ter como meta plantar 6 mil hectares e reconectar 150 mil, para tornar nosso Vale um local mais sustentável e com qualidade de vida, faz qualquer ser levantar da cama e trabalhar! Esse é um fator que me move muito, poder contribuir para nossa sociedade de forma a deixar um legado para as próximas gerações! 

Conte um pouquinho da sua trajetória profissional.

Sou advogada de formação, mas desde de muito cedo, ainda na época da faculdade, percebi que tinha uma tendência para trabalhar em projetos sociais. Após me formar, depois de uma experiência internacional, decidi que não iria advogar e iniciei minha trajetória na área. Ao voltar para o Brasil, fiz um curso de Gestão de Projetos Sociais no SENAC e, anos depois, MBA em Empreendedorismo Social e Gestão, na FIA. Trabalhei na Alfabetização Solidária, Fundação Orsa, Instituto Votorantim e Yázigi, acumulando 15 anos de experiência em gestão de projetos, articulação institucional e mobilização social.